terça-feira, 25 de setembro de 2012

Twelve Trouble (TT) - Atualização

Ainda em ritmo lento, mas consegui começar efetivamente a construção da guitarra de 12 cordas. Ah, consegui também finalizar a planta. Ainda não desenhei todas as peças (captadores, ponte, controles, tarrachas, etc), mas já é o suficiente para se ter uma boa idéia de como será o resultado final. O desenho foi feito com caneta bic e o contraste ficou ruim para visualizar na foto (clica que aumenta).



Iniciei a marcação da escala e o corte dos encaixes para os trastes. Ainda não tinha experiência com canela e minha impressão inicial foi positiva. Me pareceu uma madeira fácil de se trabalhar.



Aproveitei para adiantar uma parte do braço e cortei o headstock na angulação escolhida (13º). Já tinha esquecido o trabalho e a suadeira que é serrar madeira com o serrote. Apesar disso, o curupixá também é fácil de se trabalhar e parece que o acabamento ficará muito bom. Acabou que o corte não ficou muito preciso, o que vai me dar um bom trabalho para aplainar antes da colagem.




Por fim, trabalhei na elaboração do molde do corpo e do headstock. Ainda falta uma boa lixada para deixar nas medidas do modelo.




Mais notícias em breve.

\m/




sábado, 15 de setembro de 2012

Twelve Trouble (TT) - Novo Projeto

Se 6 cordas já dão trabalho, imaginem 12! Mas isso será problema para o Lucas, meu sobrinho e grande guitarrista, que encomendou essa guitarra de 12 cordas, daí o nome Twelve Trouble (TT).

Esse é o primeiro instrumento que eu faço com desenho 100% próprio. Claro que é baseado nas guitarrras clássicas/vintage do estilo da Gibson ES 335 e da Gretsch White Falcon Double Cutway. Porém, com algumas diferenças para aquelas guitarras. Apesar do formato do copo ser parecido, é bem menor que dos seus pares. Além disso a Twelve Trouble terá corpo sólido ao invés de semi-acústico.

O corpo será em dois níveis e com o top de madeira diferente (parte hachurada) da base.


Base do corpo de jequitibá:


Top de imbuia:


Braço de curupixá:


Escala de canela:


Simulação da guitarra:


Ainda estou terminando de desenhar o projeto e comprando as peças para guitarra. Novidades em breve.

\m/

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Rickenbassy - Vídeo 2

Finalmente um test-drive decente com o Rickenbassy. O Nonato, grande baixista e professor de baixo da Deborah, testou o Rickenbassy.

Obrigado Nonato.


video


PS: vamos combinar sim de fazer um baixo para você. Será uma grande honra para mim.

\m/

sábado, 1 de setembro de 2012

Prateleira Skate

A idéia aqui foi fazer uma prateleira com uma prancha de skate do meu sobrinho que estava sem uso.





O skate estava bastante judiado e tive que passar massa de madeira para tampar os arranhados e a lixa. A fase de preparação é toda trabalhosa. Tive que passar massa duas ou até três vezes em alguns lugares, lixando entre cada passada, para que a superfície ficasse bem lisa. Ainda assim, dá para notar algumas imperfeições no acabamento final.



A primeira camada foi de tinta preta a base de água.


Depois de seca, eu fiz alguns desenhos geométricos com fita crepe. Pense no trabalho que isso dá!








Por cima eu passei tinta candy. O candy é uma tinta semi-transparente aplicada sobre uma base mais clara para refletir o fundo. Eu usei uma base prateada e o candy laranja. Esse tipo de tinta é complicada de aplicar e precisa de algum treino. A aplicação tem que ser bem consistente se não a peça fica com tonalidades diferentes.




Eu acho que eu acabei passando mais camadas de tinta do que o necessário e prejudicou na retirada da marcação de fita crepe. Junto com a fita saíram também alguns pedaços da tinta. Acabei não gostando do resultado final. Vou utilizar a prateleira só pela questão prática mesmo por enquanto e reformo ela mais tarde. Bom, serviu de experiência.



 

 

\m/