domingo, 29 de julho de 2012

Rickenbassy - Vídeo

Um vídeo tosco gravado com o celular só para dar uma noção do som do Rickenbassy. O amplificador é um cubo Staner para baixo. Coloquei ao final um pequeno trecho com um baixo Tobias para fins de comparação. O Tobias é um baixo com captador ativo, mas acho que a bateria já está no final. Favor prestar atenção no som do baixo e não na (pouca) destreza do enferrujado baixista.

video


\m/

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Rickenbassy - Ficha Técnica

Ficha técnica e mais algumas fotos de melhor qualidade.
\m/



CORPO
Madeira
Não identificada (possivelmente imbuia)
Construção
Braço parafusado (bolt-on neck)
Acabamento
Pintura em preto fosco
BRAÇO
Madeira
Hard maple
Escala
Pau-ferro
Comprimento de Escala
762,00 mm (30") - escala curta
Trastes
Sanko Jumbo
Curvatura da Escala
12"
Pestana
Plástico, 43mm
Tensor
Dupla ação, acesso pelo headstock
Acabamento
Natural
FERRAGENS
Tarraxas
2 x 2, Gotoh acabamento cromado
Ponte
Condor 4 cordas, 19 mm
ELÉTRICA
Captador da Ponte
Artec estilo Viola Bass c/moldura
Captador da Braço
Artec estilo Viola Bass c/moldura
Jack
Jack mono
Controles
1 Volume e 1 Tonalidade
Knobs
Metal, acabamento cromado

















terça-feira, 3 de julho de 2012

Rickenbassy - Enfim, pronto!

Chegou a hora dos últimos ajustes e montagem do baixo. Na verdade, esses ajustes deram mais trabalho do que eu esperava. Não sei o porquê, mas os trastes estavam muito desnivelados. Tive que enfaixar o braço para proteger a escala e refazer o trabalho de lixar e arredondar os trastes novamente. Alguns trastes inclusive tiveram que ser recolocados. É um trabalhinho chato, que não aparece muito visualmente, mas essencial para que o instrumento fique bom para tocar e sem trastejar. Sem contar que a cola grudou a fita crepe em alguns pontos da escala que foi uma m**** para tirar.



Colocação das cordas ....




Afinando ...


 Retirando a película protetora dos escudos ...



Enfim, pronto!!!



Todo o processo de construção de um instrumento é muito gratificante, mas dois são especiais. Primeiro quando se começa a sonhar e planejar a construção do baixo ou da guitarra. A escolha das madeiras, das peças, modelo, tipo de construção, etc. O outro momento ímpar é quando finaliza o instrumento. É muito emocionante ouvir as primeiras notas saindo do amplificador e ver que todo o trabalho valeu a pena. Aprendi muito com a construção desse baixo, aprimorei algumas coisas em relação a guitarra. Claro, ainda tenho muita coisa para aprender e melhorar.

Em breve colocarei a ficha técnica do baixo e fotos decentes tiradas com uma câmera fotográfica e não com o celular. Agora é hora de pegar a estrada, curtir um outro hobby e aproveitar uns dias de férias com minha noiva.


\m/